Nerd e encalhada - cap.2

Sabe o que é mais estranho do que o menino mais gato da sala vir falar com você no primeiro dia de aula? É quando as duas meninas mais bests do colégio vem te fazer um convite. Nossa, eu achei que fosse ter um ataque cardíaco quando ouvi as duas perguntarem:
- Yuli, será que você estaria a fim de entrar no nosso grupo?
Na hora eu olhei para a linda e perfect patricinha à minha frente e pensei na unica resposta: SIM. Claro que sim! Essa é a chance que tenha para desencalhar. Não que eu esteja desesperada, mas uma ajudinha nunca é demais. Pense só na minha popularidade --- Ahh... já estou pensando...--- E quem sabe eu me torno uma menina menos ETzada. Sabe, tipo, com menos influencias de irmãos malucos ou pais hippies que não tomam banho, ou ainda com menos visitas de minha avó no meu guarda roupa... Mas se eu só tão somente me livrar dessas saias, eu acho que já fico bem. Tipo, só não me livrei delas ainda porque... porque não entendo nadica de nada de moda.
As duas garotas, a loira paty e a morena emo-cor-de-rosa, se olharam com aquele olhar de afirmação contínua. Ah, o nome das duas, acho que esqueci de dizer; mas a loira paty se chama Vanessa, ou tão somente Nessinha, e a morena incomum (nunca havia visto uma emo toda vestida de rosa, mas, creia, ela é totalmente emo; só não acha preto uma cor que fique bem com o tom de sua pele) se chama Viviane, mas os garotos a conhecem de Vivi. Enfim, tem gente que chamam as duas de VVBests. Imagina se mudam o nome para VVYBest?! Ah, se isso acontece, eu acho que terei um treco.
- Então, vamos começar indo a um shopping! Fala sério, acho que já vi minha avó usando uma saia igual! - disse Vanessa.
- É? A minha também usa! Bem que eu disse a minha mãe que essa saia estava na seção de roupas para idosos, mas ela não acreditou! - exclamei. Me senti idiota, de repente. Como pude confessar algo tão alto assim? Então clareei a garganta e continuei: - Vamos ao shopping? Mas ainda estamos em período de aula.
- Oh, querida; as aulas não são tão importantes quanto andar bem vestida. Aliás, como você pode estudar usando uma roupa como essa? E esses óculos! Vamos, você vai tirá-los.
Ah, já não estou gostando dessa história. Tirar meus óculos?! Ai eu vou ficar igual toupeira cega!
- M-m-meus óculos? Mas eu não enxergo muito bem, sabe?
- O caso não é enxergar, mas sobreviver. Você não pode sobreviver usando um troço desse no rosto, mas pode viver sem enxergar. - argumentou ela fazendo cara de nojo quando tocou no meu óculos e tirou-os do meu rosto.
Penso só: foi só ela tirar o óculos que eu já estava vendo tudo embaçado. Não consegui distinguir quem era a paty ou a emo. E olhe que uma é loira e a outra é bem morena; e mesmo assim eu estava vendo as duas igualmente. De repente me veio uma idéia... será que Deus precisa usar óculos, como eu? Porque a Bíblia vive dizendo que todos somos iguais e tal... então, Deus deve precisar usar óculos, e por isso enxerga todos igualmente.
Então, fomos ao shopping. Eu ao lado daquelas duas bonitonas, fiquei meio que excluida. Toda hora alguém assobiava para uma das duas, e flertavam como cachorros em cio; e as duas pareciam gostar dos babões que ficavam se jogando em cima delas.
Foram longas compras. Meus pés não aguentavam tudo aquilo, e, além do mais, a gente estava no shopping em pleno horário de aula! Isso fez com que eu me sentisse tão mal quanto na vez que eu matei o peixinho dourado de meu irmão e ele ficou tendo ataques de choro por quase um mês.
Em poucas, ou muitas, sei lá, horas enfim voltamos para a escola. E, detalhe, eu já estava totalmente vestida com meu novo estilo. Mas ficou meio misturado, porque as duas VVBests brigaram algumas vezes pra ver qual roupa eu usaria, então tiveram que misturar os dois estilos (não que eles sejam muito diferentes; porque, vamos ser sinceros, rosa é rosa e ponto final). Quando cheguei no colégio, foi como se eu estivesse chegando num lugar com um outdoor na cabeça, escrito: Me olhem, por favor. Ninguém parou de olhar pra mim. O pior é que chegamos bem na hora do intervalo, quando todos estão se agarrando no corredor ou flertando com alguém... então, já sabe né. Todos pararam de fazer o que estavam fazendo e ficaram me olhando de boca aberta. Eu não sabia se me concentrava no chão, ou nos rostos ao meu redor. Só sei que meu medo de levar uma queda ali, em frente a todo mundo, era imenso. Imagine o mico, eu caindo que nem uma jáca mole no chão, porque não estava enxergando?!
Só porque eu estava com medo, acabei caindo mesmo. Tipo, caí com tudo no chão. No inicio alguns riram, mas logo pararam; acho que é por causa das duas bonitonas ao meu lado. Alguém me ajudou a levantar, e, adivinhe quem era? Isso mesmo, o Victor. Eu não consegui vê-lo, mas a voz dele era inconfúndivel.
- Yuli?
Ri nervosamente.
- É.
- Nossa, você está...
- Nem me diga. Já sei, estou parecendo uma - me abaixei e disse mais baixo - patricinha, ne?
- Com certeza, uma patricinha. Porque tirou os óculos?
- Estou tão feia assim, sem eles?
Alguém, as minhas costas, pigarreou e me pegou pelo braço.
- Posso saber porque você está vestida como um caminhão propaganda em pleno carnaval? - era meu irmão. E ele não parecia nada feliz com minha mudança de visual.
- E você quer que eu ande parecendo uma velha prestes a morrer pra sempre, é?
- E você quer que eu ande com você, sendo que você chama mais atenção que os travestis lá da rua!
Tá, essa realmente me humilhou! Na minha rua parece que tem uma gangue de travestis. Eles são de todos os tipos, desde bonitinhos até uns que parecem umas carrancas vestidos de rosa choque. Isso é realmente um insulto.

---------------------------------------Continua------------------------------------------------
Demorei, mas postei. Esse é o segundo capitulo. Tá que não ficou muito bom, mas quem sabe um dia eu possa publicar um livro, né. Claro que não vou publicar estorias como essa, as outras ja estão em andamento e acho que são um milhão de vezes melhores que essa daí.
Tchauzinhoo..... e comenta, tá? PF *----*
Ah, Jamily, vc me deixou nas nuves de felicidade com o seu comentário. Very thanks, pelas palavras.

Um comentário:

  1. Estou te seguindo já !
    E adorei o segundo capitulo, não vejo a hora dos próximos >.<

    ResponderExcluir