Simplesmente morrer



Não, não existe um aviso, e nem um sinal. É tão simples quanto flocos de neve, que caem sem autorização e fazem seus shows com uma perfeição e autenticidade nunca vista antes.
Algo unico. Algo eterno, mesmo quando finda.
Quando coisas assim existem, os seres humanos não tem o direito de vasculhar tudo para saber o porque; não tem o direito de burlar toda essa inocência e pureza. Tudo que eles tocam vira pó, mesmo não sendo este o objetivo, e não quero ver espetaculos como esses acabarem.
Morrer não deve ser como dormir. Isso não passa de mentira, para acalmar os corações oprimidos pelo medo; justificando a morte como um momento de descanso. Não, morrer deve ser viver de novo; não como reencarnação - porque isso seria ter uma segunda chance, e estas não existem-, morrer deve ser como viver algo diferente, e deve ser eterno. Você tem dois caminhos perpétuos à seguir: ir para o céu, e morar nas nuvens; ou ir para o sub-solo, e conviver com o calor crepitante o fogo. Tudo isso é fruto de sua unica chance de viver. Viva errado e talvez se arrependa eternamente; ou não. Quem vai saber?
Enfim, quando se vive em um mundo de mentiras, as poucas verdades nunca farão sentido...

4 comentários:

  1. Adorei o tecto *---------*
    simplesmten perfeito, e essa última frase , foi perfect (y)

    ResponderExcluir
  2. Eu tb amei o texto,e a última frase ;))
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. A última frase ficou como frases de msn sabe rs
    E o texto em si é... suuuuuuper tocante, suuuper sincero e eu amei

    Bjus :*

    ResponderExcluir
  4. Eu amei o texto, eu sempre penso em morte, bom um dia todos vamos morrer mesmo. E obrigadaa por me seguir.

    Bjs...

    ResponderExcluir