O misterio da morte - part.2

Uma semana se passara desde que aquele homem morrera. As autoridades se convenciam mais e mais, a cada dia que passava, que a garota era mesmo a culpada; aliás: quem mais poderia ser? Ela era a unica que não conseguiu justificar o que fazia na suposta hora da morte, e muito menos dizia algo contra a possibilidade dela mesma ser a culpada. Ela agia como se aceitasse aquilo tudo. Um garoto - um unico garoto - não acreditava nem um pouco naquela história: ele não queria crer que a garota que ele tanto adimirara havia matado um homem daquela maneira. Ele a procurou: queria provar a ela que alguém acreditava em sua inocência, mas, desde o dia em que o corpo do homem apareceu inesperadamente, a menina não havia dado as caras. Ela simplesmente desaparecera.

O garoto estava sentado no jardim, pouco antes do sol se pôr. Ali estava tudo quieto: não havia nenhum som além do barulho das próprias árvores que compunham a floresta que se assomava à frente do banco onde o garoto se sentara. Ele pensava, de forma bem confusa, em coisas que nunca conseguiu entender de verdade: ele sempre pensou que era amigo da menina, mas, agora, perguntava-se se ela o considerava desse jeito. Ela nem ao menos falara com ele, depois daquele incidente. Isso o deixava louco.
Seus pensamentos foram interrompidos abruptamente por um ruido de gente se aproximando. Ele se escondeu rapidamente, sabendo que era proibido a permanência de qualquer pessoa naquele local após as atividades do prédio. Se escondeu atrás de uma árvore que se erguia ao lado do banco. Mas os passos que se aproximavam não era o de nenhum professor, ou diretor, ou segurança, ou ao menos faxineiro, do prédio; não, os passos que se aproximavam era de ninguém menos que a tão procurada garota. Ele pensou em gritar seu nome, mas, ai, pensou melhor: queria ver para onde ela ia. A garota, sem nenhum hesitamento, adentrou no espaço por entre as árvores, e desapareceu atrás delas. O garoto foi atrás.
O céu já começava a escurecer, tornando-se uma mistura de cores entre o laranja e o rosado, enquanto o sol desaparecia no horizonte. O garoto correu o mais que pôde, tentando acompanhar os passos apressados da garota, mas estava mais dificil do que ele pensara: ele nunca achou que a garota tivesse tanta agilidade. De repente, se viu sozinho no meio daquela floresta fechada; sem fazer ideia de onde estava ou de como voltar. Estava perdido.
- Anne? Anne, cadê você? - gritava ele, passeando por entre as árvores, sentindo seu medo crescer na mesma proporção e velocidade que a escuridão, que se adensava rapidamente. As sombras eram assustadoras...
Ele não soube por quanto tempo vagou por ali, mas já perdia a esperança de achar a saida, ou a garota, naquela escuridão negra. Ele malmente conseguia ver as árvores ao seu redor, e isso o preocupava. A floresta continuava silenciosa, apenas com seus ruidos cansativos e noturnos.
O garoto sabia muito bem o que poderia achar naquele local, embora não fizesse ideia de onde estava: aquela floresta era famosa por esconder criaturas estranhas... peculiares. Assustadoras. Sim, assustadoras. Aquele era um lar de monstros, e não de seres humanos comuns e fracos. Ele sabia disso. E por isso mesmo se assustou quando começou a ouvir algo além daqueles ruidos noturnos: ouviu o barulho de galhos quebrando, e passos se aproximando. Olhou ao redor: nada além de escuridão e mais escuridão.
De repente, ao seu lado, os galhos de um pequeno arbusto começou a sacudir, como se algo estivesse saindo dali. O garoto recuou, mas sabia que não podia fugir. O barulho aumentou. Cresceu. Cresceu. Cresceu; até que algo saiu de lá...


-------------------------------------------------

Como algumas pessoas pediram, ai está a continuação do conto; acho que com mais uns dois capitulos ele estará terminado ;x'
Espero que tenham gostado ^^'
Hm, se acharem algum defeito na narrativa, podem dizer - fiquem a vontade.

Bom sábado.

5 comentários:

  1. ficou muito bom, estou anciosa para ver q criatura é q apareceu... acho q é a garota ^^ .
    own, Anne é o nome de uma das personagens da nossa historia , visite nosso blog www.medeli.blogspot.com

    kisses, vc tem talento (:

    ResponderExcluir
  2. nossa fiquei bem arrepiado com a história...cheio de coisas negra e criaturas estranhas...muito bom mesmo...

    http://guilg7.blogspot.com/

    vlw...

    ResponderExcluir
  3. aaaaAAAAH KI MEDA!!!!!!
    rsrs :]
    Quero saber quem apareceu!
    =S *aflita*
    Bom sabado!
    :3

    ResponderExcluir
  4. Estou super ansiosa para ver quem vai aprecer será que vão matar ele e vai colocar a culpa na garota de novo?
    Talvez essa garota seja do mal, ou talvez nessa floresta tenha alguém...
    Essas são minha teorias rsrsrs
    Bjs bom domingoo

    ResponderExcluir
  5. AAAAAAAAAAAAH! Como é que você termina aí? xD
    Quer me matar de curiosidade? D:
    Adorei a narrativa, flor! Está perfeita! Deu pra sentir o medo crescente do menino{?} >_>

    Acho que é a garota que vai aparecer... seria engraçado se fosse só um esquilinho ou coisa do tipo, mas não creio que seja o caso... hasudhaushduashduhausdhuau...
    Bom, estou esperando pra ler o resto!

    ;*

    ResponderExcluir