Os Amores e as Pessoas

As pessoas nomeiam o amor. Dizem que existe amor fraternal, materno, eterno, e não sei mais quais. São formas tolas e quase inúteis de classificar algo tão mutável e único.
Sabe quantas pessoas moram nesse planeta? Pois é; você sabendo isso, com certeza saberá quantos tipos de amor existem. Cada pessoa ama unicamente de um jeito, e só há uma pessoa que pode mudar o modo de amar de alguém: ela mesma. Não adianta terapia e muito menos gritarias e socos. Se a pessoa não quer mudar, ninguém conseguirá mudá-la. Não existe essa coisa de influência, porque, no fundo,alguém só é influenciada por outra se quiser. Você escolhe quem irá te influenciar. Você é dono do que é seu , se é que me entende.

O mais interessante no amor é que as pessoas sempre brigam. Sempre. Não entendo muito bem, mas acho que quanto mais se conhece alguém, mais fácil é de se irritar com ela. Talvez porquê as diferentes formas de amar não se suportem, ou porquê as pessoas sempre esperem demais daqueles que amam. O caso é que não existem seres humanos capazes de satisfazer suas expectativas, e quanto mais cedo você entender isso, melhor será para as pessoas ao seu redor.
E os humanos têm o costume de dizer que um amor não resiste sozinho... Até hoje não entendi o que isso quer dizer. Será que o amor que alguém sente por si mesmo não é válido? Só sei que essas idéias de amores unidos para resistirem me parece o final perfeito para um bom livro... e isso não é ruim, mas tem um defeito: não existe.
O amor requer esforço, e não força do destino. Ame a quem quiser, só não esqueça que você também existe e precisa ser amado(a) - e que amar a si mesmo não é pecado, mas uma pura necessidade mal suprida.


----------------------------------------------------------------

Oi, pessoas do Brasil *-*'
Desculpem pelo tempo sem postar, mas é que não estou podendo entrar na internet; mas tentarei postar ao menos uma vez por semana, enquanto estou nesse período sem internet.
^^'
Preciso dizer - pela milésima vez - que o titulo não ficou bom? Rs'

Até a proxima; e, assim que eu puder, responderei todos os comentarios e visitarei os blogs de todas vocês
^^'

2 comentários:

  1. Vê se posta hein@ Porque todo dia eu entrava no seu blog com a esperança de ver um post novo ( te juro)
    Estava com saudades!

    O texto ficou ótimo! Adorei que você falou que cada pessoa ama do seu jeito! E devemos amar nós mesmos sim!!

    Bejuu!!Bom FDS!

    ResponderExcluir
  2. Esse foi um dos seus melhores textos esse mês. Essa questão da influencia eu estava falando com uma amiga ainda ontem e eu concordo plenamente com você.

    E sobre a sua reflexão a respeito do amor eu tbm concordo. Menos na parte do "amores unidos para resistirem não existe". Tem aquela frase de que "se um não quer, dois não brigam" e eu acho que é a mesma coisa para o amor "se um não quer, dois não amam". Não sei se eu entendi bem o que quis dizer, mas bom essa é minha opinião. Acho que o amor pode ser auto suficiente, mas é tudo mto relativo. Uma pessoa pode sim amar a si, pois concordo que isso seja uma necessidade, mas se a pessoa é sozinha e não recebe o amor alheio, acho que ela acaba por se depreciar. O que eu quero dizer que para o amor próprio existir, deve haver o amor do próximo para si, e para isso vc deve dar amor ao próximo. haUSHuahsuAHSUHSUA... É tipo uma corrente na qual todos os elos devem estar bem ligados para que não arrebente. >->

    Boa sorte com a sua net! ^^'

    http://caixinha-de-tudo.blogspot.com

    ;*

    ResponderExcluir